INFORMAÇÃO AO CLIENTE

Nos termos legais, a WINSURANCE informa:

 

Para os efeitos previstos no artigo 32º do Decreto-Lei nº.144/2006 de 31 de Julho, que:

  1. Não detém participação, direta ou indireta, superior a 10% nos direitos de voto do capital social de quaisquer empresas de seguros.

  2. Não detém participação, direta ou indireta, superior a 10% nos direitos de voto ou no capital social do mediador que seja detida por uma empresas de seguros ou pela empresa mãe de qualquer empresa.

  3. Está autorizada a receber prémios por conta das empresas de seguros.

  4. Está autorizada a celebrar contratos de seguro em nome e por conta da empresas ou das empresas de seguros.

  5. Tem poderes de regularização de sinistros em nome e por conta da empresas ou das empresas de seguros.

  6. A sua intervenção não se esgota coma celebração do contrato de seguro.

  7. A sua intervenção envolve a prestação de assistência ao longo do período de vigência do contrato de seguro.

  8. Não tem a obrigação contratual de exercer a atividade de mediação de seguros exclusivamente para uma ou mais empresas de seguros ou mediadores de seguros e baseia os seus conselhos na obrigação de fornecer uma análise imparcial.

  9. Não intervêm no contrato outros mediadores de seguros.

  10. Assiste ao Cliente o direito de solicitar informação sobre a remuneração que o mediador receberá pela prestação do serviço de mediação e, em conformidade, fornecer-lhe, a seu, tal informação.

  11. Sem prejuízo da possibilidade de recurso aos tribunais judiciais ou aos organismos de resolução extrajudicial de litígios, já existentes ou que para o efeito venham a ser criados, as reclamações dos tomadores de seguros e outras partes interessadas devem ser apresentadas junto do supervisor – Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões – diretamente ou através do livro de reclamações disponível no estabelecimento do mediador para tal fim.

  12. Atendendo às informações fornecidas pelo Cliente e ao contrato de seguro proposto pelo mediador, especifica-se para os devidos efeitos, que o Cliente aceita o nosso conselho baseado em critérios profissionais e pretende celebrar o contrato de seguro proposto.

 

Para os efeitos previstos no Decreto-Lei 72/2008 (Lei de Contrato de Seguro), que:

  • a cobertura do risco só se verifica após boa cobrança do prémio

 

Para os efeitos previstos no n.º 1 do artigo 18º da Lei n.º 144/2015, de 8 de setembro, que:

  • Em caso de litígio o reclamante pode recorrer ao Centro de Informação, Mediação e Provedoria de Seguros (CIMPAS), enquanto Entidade de Resolução Alternativa de Litígios de consumo. Mais informações em www.cimpas.pt ou no Portal do Consumidor em www.consumidor.pt.

More information? 

We are here to help you. Get in touch by phone, email or social networks.

© 2020 WINSURANCE